quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Memórias e Olhares sobre o 5º Seminário Latino Americano - parte 2 - CMEI Almir Oliveira - Salvador - Bahia

O olhar do CMEI Almir Oliveira sobre o Seminário Latino Americano Redsolare Brasil - O olhar da criança sobre a cidade: Um diálogo com as práticas educativas da América Latina inspiradas em Reggio Emília.

* Equipe de educadores do CMEI Almir Oliveira - Salvador - Bahia





Com relatos de escolas brasileiras aprendemos...


A Escola Nova Nossa Infância - Salvador - BA, conta que fazer parte da RedSOLARE Brasil, tem seus princípios fortalecidos. Fala de uma experiência de amor, afeto e conhecimento numa documentação que narrou os diálogos das crianças com subjetividade, diversidade , participação e criatividade. Convocados a pensar de forma estética e investigadora.
A Escola Caminhos - Lajeado - RS, reflete a visão sobre as atitudes cotidianas da escuta com interesses e potenciais. Uma des-aceleração-educador como compromisso. O cenário de vivência, estudo, pesquisa e escuta giraram em torno de aspectos sociais, institucionais e naturais.
A experiência de Itabuna - Bahia nos faz acordar sobre como é grandioso o retorno/ resposta da criança quando valorizamos a sua cultura, seus desejos, suas crença. Isso significa ancestralidade: respeito aos que fomos e aos que virão.
O CMEI Cid Passos - Salvador - Bahia como sempre dando passos largos e para todos os lados resgatando o valor real da cultura infantil. Desequilibrando para resolver questões com inquietações que surgem.
A Escola Navegantes - Uberlândia - MG, nos atenta que para dialogar com as crianças as profesoras tem que entrar no jogo simbólico, já que as crianças trazem suas projeções sobre as coisas. É preciso levar as crianças a campo para que sempre novas projeções apareçam.
Alba, da Escola Colmeia - Salvador - Bahia - nos contou com muito entusiasmo uma experiência, onde foi desenvolvida uma rica fonte de pesquisa sobre como as crianças compreendem o mundo. A participação das famílias foi muito importante para que o projeto acontecesse. E nos deixou uma reflexão: Como convocar e provocar ainda mais as crianças?
E para finalizar e iniciar um longo e infinito período de diálogo...
É importante ressaltar a visão que a criança tem de fora da escola.
A paixão pela educação, a disponibilidade de comprometer-se, o respeito ao diálogo as crianças, a disponibilidade para entrar num diálogo forte e difícil e aceitar esse desafio.
É importante valorizarmos a cultura da nossa cidade com atitude de respeito as escolhas de cada um.
A escola deve se comunicar com o exterior, pois desempenha um papel importante na sociedade e um marco forte na história de uma pessoa.
Qual o papel político da escola na construção de uma sociedade?
E assim....
Vimos sonhos reais em atitudes possíveis. Isso depende dos olhos de quem vê e dos desejos de quem sonha.
Experiências que agraciaram a nossa intelectualidade e fortaleceram a nossa luta por uma valorização da infância em todos os seus olhares, gestos, cores,...
Esses processos devem ser exteriorizados e aplaudidos sempre, porque deixam marcas de elegancia, de conquista, de competencia, de prazer; em que todas as crianças são inteligentes e dotadas de potenciais únicos que devem ser reconhecidos, nutridos e celebrados.
(re)pensar
(re)desenhar
(re)organizar
(re)fazer
(re)agrupar
(re)significar

Tudo isso para (re)descobrir um mundo novo de possibilidades onde a alegria, a história, o respeito e a escuta sensível faça-se presente em sua plenitude. Isso é estabelecer relações com o outro utilizando as formas de linguagens mais profundas.
Isso é a RedSOLARE Brasil!



Um comentário:

Educação Infantil em Sala disse...

Experiências compartilhadas nos fazem acreditar a cada dia que o educar caminha junto com o Amor.
Parabéns a Equipe Solare e a todas equipe do CMEI Almir Oliveira!!!